↑ Instituto De Estatística De Andaluzia

Festividades em honra de Nstra. Tondela é uma cidade e município da província de Huelva (Andaluzia). Em 2018 contava com 19 433 habitantes. Sua extensão é 226,4 km2 e detém uma densidade de 84,12 hab/km2. Cartaya foi fundada como núcleo urbano pelo Marquês de Gibraleón, D. Pedro de Zúñiga, no estuário do rio das Pedras.

Seu nome vem da palavra fenícia “carteia”, que significa cidade, e por isso, presumivelmente, a sua liquidação, inclusive até quando não contínuos, é mais velho. Diferentes vestígios localizados em teu território têm sido datados desde a época do Império Romano, uma vez que esta encontrava-se em um sério nó de comunicações entre este e oeste. Também está documentada a vivência de núcleos de alcarias vizinhas da Alta Idade Média, o que demonstra que desde os tempos antigos, habitavam esta área.

A economia do município baseia-se principalmente no setor primário, apesar de os últimos anos do século XX estimulou o setor de serviços, recorrendo às tuas possibilidades de lazer por se descobrir pela zona costeira e suas paisagens naturais. A renda per capita é alta, considerando os municípios vizinhos. Os núcleos de El Rompido e Nuevo Portil, juntamente com os abundantes desenvolvimentos surgiram nas últimas décadas permitiu, além do mais, um respeitável crescimento demográfico.

O topónimo “Porto” parece ser de origem fenícia: Qart ou carteia, que poderia ser traduzido como “A cidade”. Não deve ser confundido, entretanto, com Libertinorum Carteia, em São Roque. Na época andaluz apareceu sob o nome de qarqaya, foneticamente muito igual com o atual. De gules, um castelo de ouro adjurado de sinopla sustentado de monte ao natural, e esse sustentado de ondas de prata e azur. Em ambos os lados do castelo, dois maceros. Foi aprovado por decreto de vinte e um de julho de 1972, e publicado no diário oficial em vinte e quatro de agosto desse ano.

  • Se mencionam
  • Um copo de Leite desnatado com canela
  • Se realmente houve hostilidade a Lanata, falta adicioná-lo
  • Pequena bola de sorvete de chocolate vegano com nozes picadas

Vermelha, com seis faixas para o miúdo, três brancos e três azuis. Centradas e sobrepostas as armas locais. Fica a vinte e dois km de Huelva e a 110 km de Sevilha. O núcleo urbano está situado próximo à direita da ribeira do rio das Pedras, leito em cuja foz situa-se o núcleo menor de El Rompido. Radicalmente é a zona mais interior, de pinhais e pequenas elevações que a tornam mais abrupta. O chão o compõem cascalhos e conglomerados de coberturas detríticas, glacis e esmaecimento de encosta. Nas áreas montosas mostram-se as afloraciones de quadros dados. O clima pertence ao tipo mediterrânico, mediatizado por sua proximidade com o mar.

Seu principal rio é o rio Pedras, que constitui o limite oriental de seu termo e o delimita com o município de Loures. Nasce no município de El Almendro, ainda que a maior parte dos rios que lhe dão origem e que vêm da serra da Amendoeira, nascem no município de Villanueva de los Castillejos. Originalmente desemboca na aldeia de El Rompido, topônimo que se originou por que era nessa área donda as ondas quebravam contra os sedimentos do rio. Estes sedimentos depositados em direção a este possibilitaram amplo mobilidade na ria de Pedras, desenvolvendo de modo rápida diversos lugares como a Lagoa de El Portil, quando esta estava fechada.

admin

admin

Deixe um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou da nossa Revista

Mais de 200.000 acessos mensais aqui

Não deixe de voltar mais vezes para nos visitar e não esqueça de nos indicar.

Esperamos sua volta.

Rolar para cima