Ambiente Pessoal De Aprendizagem

Um Ambiente Pessoal de Aprendizagem (em inglês: Personal Learning Environment, PLE) é o conjunto de elementos (recursos, atividades, referências de dado) utilizados pra gestão do aprendizado pessoal. Os Ambientes pessoais de aprendizagem surgem no Reino Unido associados ao movimento da Web 2.0 e orientados ao sistema educativo. O termo PLE surgiu pela conferência JSIC/CETIS Conference de novembro de 2004; era o título de uma de tuas sessões. Desde o teu início, surge como uma série de práticas que não são homogêneas ou compatíveis.

O respectivo termo “pessoais” se torna um termo com muitas interpretações. Dois anos mais tarde, em Aveiro (Portugal), é consensuó este conceito, e se permitiu que várias das propostas considerados o PLE como um ponto de partida e o catalisador. Rede Pessoal de Aprendizagem (PLN), este conceito está intimamente relacionado com o de PLE. Ambiente Organizacional de Aprendizagem (OLE, acrônimo de “Organizational Learning Environment”).

refere-Se ao conjunto de processos e ferramentas que uma faculdade utiliza para a gestão e difusão do discernimento e fato, assumindo uma “chance de compreender com-e do ambiente”. A descrição de um PLE tem gerado discussão desde seus começos e ainda hoje existem muitas linhas de serviço, com nuances e tendências no seio de cada uma delas, que defendem definições diferentes.

No primeiro caso, defende-se que um PLE é o ambiente tecnológico que se concentra no que faz o aluno e que se caracteriza na maleabilidade de que o aluno aproveita. Por outro lado, defende-se que um PLE vai mais além; defendem que se trata de uma linha pedagógica, uma maneira de compreender através das TIC. Dentro do âmbito da educação, o PLE cita-se ao conjunto de ferramentas de aprendizagem, equipamentos, instrumentos, serviços e artefatos de abundantes contextos e ambientes para serem utilizados pelo aluno. O PLE socorro o aluno a assumir um papel ligeiro e a tomar o controle de sua aprendizagem.

Existem numerosas definições para este conceito de acordo com as tendências pedagógicas e tecnológicas. Seguindo a tendência pedagógica, o PLE é estabelecido como um recinto que inclui todos os recursos, como fontes de dica, ferramentas digitais e atividades, que ajudam o aluno a pesquisar, partilhar e gerir o discernimento para entender. Segundo a tendência tecnológica, o PLE é um conjunto de serviços, dispositivos e ferramentas, que servem pra acudir a desenvolver Redes Pessoais de Conhecimento (PKN é tua sigla em inglês “Personal Knowledge Networking).

O PLE menciona-se a uma plataforma de software composta de um repositório de conteúdos e de algumas ferramentas de gestão e comunicação; como por exemplo, um eportfolio ou portfólio digital. Portanto, o PLE como tecnologia educacional dá ao aluno ferramentas e recursos 2.0 utilizados pra gerir o aprendizado. PLE integra os elementos da geração formal e informal, incluindo o exercício de redes sociais e o uso de protocolos de rede pra unificar os recursos e sistemas em um espaço tecnológico que se pode gerir de forma pessoal.

  • 19 horas. Dois gols em dois minutos no Mundial sub-dezessete
  • a Competência digital (CD): o respectivo emprego da tecnologia assistência a construir esta perícia
  • PopUp, intrusivo, entretanto eficaz
  • Uruguai: O cabreo de Tábarez
  • 2 Partido Ação Cidadã
  • quatro Telefone móvel

A confluência destas dimensões que envolvem desde o acesso a recursos até a tomada de decisão varia ao longo da existência, atribuindo ao PLE um feitio dinâmico. É relevante fazer visível o PLE. Uma observação dos pontos fortes e fracos das ferramentas, mecanismos e atividades que usamos ou fazemos nos permitirá aperfeiçoar e potencializar o aprendizado.

Um PLE poderá ser completamente sob equilíbrio ou adaptado pelo aluno de acordo com suas necessidades formais e informais de aprendizagem. No entanto, nem sequer todos os alunos têm as habilidades de auto-regulação e gestão do conhecimento necessárias para utilizar os meios de intercomunicação social, pela maneira que lhes permita ajustar tuas PLE para adquirir as experiências de aprendizagem esperadas.

Por tal fundamento, é essencial que os professores, essencialmente a nível do ensino superior, ajudem seus alunos a montar estratégias de auto-aprendizagem regulamentado fundado em PLE. Em um lugar de aprendizagem pessoal, se fazem uso ou conseguem usar todos os recursos tecnológicos acessíveis pela internet 2.0. Há uma infinidade de ferramentas e aplicativos para desenvolver um espaço pessoal de aprendizagem.

na hora de organizar e gerir o detalhe com a qual se vai trabalhar, desejamos comentar de quatro blocos. Cada pessoa pode escolher entre todas as propostas para configurar o teu espaço pessoal. Engloba todos os websites e atividades de onde se obtém o detalhe. Permitem modificar a informação com base nas suas necessidades, pra comprar informações ou para elaborar conteúdos de aprendizagem. Para criar blogs: Blogger, WordPress, Tumblr, Livejournal, Weebly, o Google Sites. Apresentações: Emaze, Prezi, apresentações do Google Drive, Keynote, Slideshare. Edição de filmes: Powtoon, Wevideo, Moovly, Animaker, Wideo, Videoscribe.

admin

admin

Deixe um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou da nossa Revista

Mais de 200.000 acessos mensais aqui

Não deixe de voltar mais vezes para nos visitar e não esqueça de nos indicar.

Esperamos sua volta.

Rolar para cima