…E A Gente Vai Se Amar Como Poetas – Cultura

Se você chegou neste local procurando por sexo, uma dica: vá pras notícias mais lidas. Erodida’ (Editorial Origami) é uma antologia poética a respeito do erotismo, e as marcas que (nos) deixaram a atração, o carinho e o sexo. Há milhares de anos, Safo de Mitilene cantou o amor entre as mulheres da ilha grega de Lesbos.

deram-Lhe nome pela primeira vez. Este livro “não quer colocar rótulos”, diz Adriana Bañares, tua editora, que o mostra como um “catálogo de intimidades”. Se o homem pudesse expor o que adora, claramente pareceria a esse livro, onde vinte e três homens e vinte e cinco mulheres deixam olhar tua pele e seus desejos.

Quando para beijar e rir sem prestar atenção a tudo quanto não fosse este coágulo, este quarto de hotel, escreve em ‘Erodida’ Fernández Mallo. Não é o único que se cita a estes espaços anônimos onde irão outros casais. Gabriela Outeiro; e é a ‘Sala 207’, onde Paulo Cerezal diz que há “uma carícia bebado naufragada em carpete”.

Fernández Mallo sobre o assunto estes redutos para os amantes. A ti dava-te como meu mar, / A mim dava-me como seu mar /. Como locais, bem como são diversas as maneiras de abordar o erotismo, que, algumas vezes, “relaciona-se, erroneamente, com a promiscuidade e a frivolidade”, diz Banares. Aqui cabe o desejo entre um homem e uma mulher, que acabam de ser pais: ‘Tapados com a colcha de verão, queremos colocar a nossa quota mas / a cada dia que passa é mais tarde, e a guria dorme no final das contas’ (Safrika).

E o sexo do senso de humor: “O objeto da investigação é o número de golpes necessário pra que o penetrômetro/ se introduza a uma acordada profundidade’ (Javier García Rodríguez). Como é penoso publicar sobre isso sexo? Sara R. Gallardo. ‘Com corridas, auto-estradas, nas meias / Com essa t-shirt decote sem alças, que atrai o teu espiar’, escreve esta poeta, que reivindica a “recomendação, que necessita ver de perto com o pensamento e, desta maneira, com as expressões”.

Mas, pra Rafael Sarmentero, o erotismo “necessita de ser, obrigatoriamente, o que não está acontecendo de verdade. Ou seja, o que está gerando a nossa imaginação”. Psicodrama das corvas / cabo de Conexão isto’, escreve Sarmentero, a quem uma vez uma noiva, lhe disse: “Escreve como um poeta, contudo pela hora de querer, quer como um jornalista”. Ele acredita que lhe acontece justamente o inverso, que em sua poesia “sobra cérebro e ausência de vísceras” e que, ainda que “a vocação é eterna, a paixão acaba.”

Nesta temporada, manteve protagonistas bem-sucedidos de ciclos anteriores, como Micky Baunilha, Nicolino Roche, Sou Baba ou Violência Rivas. Violência Rivas, cujo nome alega-se a Violeta Rivas (1937-2018), é uma cantora retirada que faz ferozes opiniões sociais em um estado crescente de furor e que a toda a hora acaba cometendo crimes. Jaime de las Mercedes Cárdenas, um jovem compositor do século XVII que, usando música de rock moderno, em busca de uma melodia pro hino nacional argentino. Latino Solanas, cantor de reggaeton com um exagerado tom latino, cujo nome é uma referência ao cineasta e político fernando Solanas. Facebutt (literalmente Caraculo) mostra uma paródia da mídia social Facebook.

  1. Habilidade pra despir as tuas reflexões e sua esmagadora cultura de todo academicismo
  2. um 1ª Série: Os Doze Portais (número um ao 12)
  3. Mensagens: 2.274
  4. Registado: Vinte e quatro jan 2003
  5. Cascabelito Colombiano
  6. 1982: Seus 15 Exitazos Originais
  7. Ser feminina
  8. Capítulo 3×049 (528) – “Sem Papéis”

Kosher Waters, cujo nome alega-se a Roger Waters, é um cantor que canta canções conhecidos, modificando tua letra em alusão a comunidade judaica. Fonte cantor, que incorpora um humor grosseiro em suas músicas, ao estilo de Jorge Coroa. Os Marrons, um grupo de rock, no qual tenta ter problemas com a polícia, contudo que acaba falhando em seus planos e até mesmo chega a ser amado por ela.

a Dupla Soplanacu, referindo-se ao Duo Coplanacu, onde um deles canta literalmente soplándole na nuca do outro (uma referência à homossexualidade na Argentina). Começou em 19 de julho de 2010 e se estendeu durante dez programas até o dia vinte de setembro de 2010. Mantiveram-Se personagens como Violência Rivas, Kosher Waters, Grapefruit. Jesus Laferrere, que parodia a Jesus de Nazaré, tomando a subcultura juvenil rolinga e ambientándose na localidade de Gregório de Laferrere. Raminho, Ernesto Di Loreto contribui com o cuidado de uma planta de um comparsa e, por acidente, ele se transforma no super-herói “Galho”.

admin

admin

Deixe um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou da nossa Revista

Mais de 200.000 acessos mensais aqui

Não deixe de voltar mais vezes para nos visitar e não esqueça de nos indicar.

Esperamos sua volta.

Rolar para cima