Economia Da Rússia

O nome de Jorge Levy, Anjo Serrano e Agostinho Levy invadiu de repente, na atualidade, do Rebanho Sagrado. São eles que lideram ChivaHermano A. C. um agrupamento que segue um sonho muito ambicioso: adquirir o Club Deportivo Guadalajara. Mas ao contrário do que muitos possam meditar, não intencionam ser donos do micro computador.

O que eles querem é que você tenha milhões de proprietários de imóveis, para que se torne patrimônio social. É Agostinho Levy quem atende em seu escritório pra uma discussão com AS México. Ali, fornece dados da iniciativa. Como é possível que o Chivas tenha milhões de proprietários? ChivaHermano procura iniciar uma infraestrutura em que os fãs possam doar dinheiro e portanto comprar o objeto pra família Vergara.

Que encabeçam o movimento não seriam proprietários. Também não tomariam decisões, pois que para esta finalidade estará o Conselho de Administração. O amador, de acordo com o proposto por ChivaHermano, teria representatividade no Conselho de Administração. Portanto, participaria ativamente das decisões do clube. Promete transparência nas finanças e reinvestimento total de ganhos, tanto no micro computador como no trabalho social, em razão de a A. C. não visa fins lucrativos.

  • Igreja de Santa Maria (AA)
  • As palavras-chave de seus artigos
  • 3-Ministra de Interior 3.Um Reorganização da polícia
  • Definição de uma estratégia de conteúdos que se dirigir aos leitores/usuários ao seu web site
  • Número de seguidores ou assinantes de cada comunidade online

Mesmo, os adeptos que se tornem donos são capazes de participar da eleição de reforços. Tudo isto, claro, a todo o momento e no momento em que a família Vergara decida sair do computador. O mínimo estimado para fazê-lo é que 8 milhões de seguidores do Rebanho Sagrado apresentem 2,500 pesos pra agrupar 1 mil milhões de dólares.

Se prevê que o Chivas custaria 800 milhões e o restante será usado pra dar início operações de modo contínua. Agostinho Levy esclarece uma pergunta sério: no caso de, por cada pretexto, não realizar a compra de material, os fãs terão de volta o dinheiro que será depositado numa relação de segurança. O projeto é ambicioso e gera perguntas, que o empresário de 30 anos de idade dissipada durante a conversa com AS México.

— Por que alguém iria pretender adquirir Chivas, porém não de uma forma pessoal, mas que seja de posse de centenas de pessoas? — Antes de mais nada, é clarificar isso: o projeto ChivaHermano pretende-se que o clube seja de todos, de milhões de mexicanos. Porque nós somos muito apaixonados do micro computador, amamos o pc e esta ideia poderá ser compartilhada ou não, mas a término de contas é o que desejamos.

Acreditamos que não se deve lucrar com tanta paixão e amor, se não for em benefício da sociedade. É a filosofia, é a forma que entendemos tanto carinho e tanta paixão. Dessa forma, a ideia é que o instrumento se torne patrimônio social, esse é o critério. Não existe maneira de poder retribuir o que um chivahermano gasta no micro computador por paixão e afeto de outra forma que não seja esta.

Essa é a intenção de que possa ser patrimônio social. — E como você podes fazer com que um pc de posse de uma família possa ir a ser de milhares de pessoas? Como um amador chiva pode voltar a ser dono de uma fração do Guadalajara? Através de 3 estágios. Na primeira, pesquisamos adeptos, com recursos que possam ser acrescentado à entidade. Estas pessoas terão certificado de filiado fundador, neste instante existe uma longa tabela de espera, deixando uma reserva para jogadores, ex-jogadores, ex-dirigentes e de pessoas que possam somar.

Estes duzentos associados terão que ter muita inteligência, entendimento, entrega, paixão e carinho ao micro computador pra que possam somar ao projeto. Inclusive, esses sócios fundadores devem possuir uma responsabilidade moral, à hora de herdar este certificado. Não pode chegar a atravessar o que neste momento aconteceu com a A. C. anterior, que começou super bem e depois não encerrou tão bem, em grande cota já que não foi herdado o certificado de cooperação de forma responsável. O dia de amanhã não vou herdar o certificado para um filho meu, por ser meu filho, todavia em razão de tem a prática de nutrir o projeto.

admin

admin

Deixe um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou da nossa Revista

Mais de 200.000 acessos mensais aqui

Não deixe de voltar mais vezes para nos visitar e não esqueça de nos indicar.

Esperamos sua volta.

Rolar para cima