Encontro Digital Com Carlos Boyero

�Qual a sua opinião a polêmica do filme Birth? E de Nicole Kidman como atriz? Eu amo muito da forma que o diretor conta a história tão arriscada, com reencarnações dos mortos que a todo o momento são complicados de crer. Não tenho dúvida que há nela autêntico filmes, porém no encerramento não sabem encerrar. Nicole Kidman parece uma atriz muito bacana e o vídeo é tão etérea como carnal, você acha aquela mulher que volta a apaixonar-se da guria que foi reencarnado teu marido falecido. 2. Olá Carlos, como

Quando vos ouço a radio a todo o momento me fornece a comoção de que você está tentando conter um direito estupor por seu esnobismo. Javier Rioyo é um grande comparsa meu. Alguém com o que estou descrevendo risadas, bebidas, e intimidades há infinitos anos. Isso não significa que estejamos de acordo em que a maioria das coisas.

  • Use as artes femininas de coqueteria
  • Capítulo 3×085 (564) – “O Gêmeo”
  • 4 Circo Dead Moon
  • ‘Purito’: “vamos tentar, mas será muito penoso”
  • Make com um modo fresco e natural

Mas nossos confrontos pela rádio nunca são cruéis, a todo o momento existe cumplicidade, mesmo que muitos de seus colegas e de seus admiraciones não sejam exatamente as minhas. 3. Olá querido Carlos, Você está por dentro do programa do Festival de cinema de SS? Você domina algo sobre isso esta adaptação china “carta de uma desconhecida “, de Stefan Zweig? O Que você me diz do leste escitor?

você Não localiza que a amplo beleza e a tristeza de tua obra é a de sua própria existência? Há várias coisas muito apetecíveis em San Sebastian, iniciando pelo vídeo de Woody Allen. Eu suspeito que esse ano há crise económica, porém anseio que não repercuta em que o festival esteja animado. A autobigrafía de Stefan Zweieig é das coisas mais bonitas que li em longo tempo.

eu Não conheço a novela “Carta de uma desconhecida”, no entanto se a emocionante filme que fez Max Ophuls com ela. 4. Daria o que fosse por passar uma noite com Al Pacino. Você o viu de perto? Que tal interpreta Shakespeare? É um tipo muito deslumbrante, com uma voz, uns olhos, e uma gestualidade que se hipnotizan. Tinha um pouco de terror que se metiera o amplo pasote interpretando Shilock em “O mercador de Veneza” entretanto é tão conteúdos como verdadeira. 5. Invejado Carlos: além da magnífica “mar adentro”, que outro vídeo, se emocionou esse ano no festival?

Mike Leigh. Conta a maneira mais complexa da história de uma mulher que faz aborto para socorrer mulheres pobres e em circunstância pior. 6. Olá, Carlos. Saudações de Oviedo. Que filmes de esperar com amargura para os próximos meses? A preocupação é um conceito muito relevante. Provavelmente eu estou ficando velho e cético. O video que mais aspiro olhar a está rolando Martin Scorssese.

Volta a pronunciar-se da máfia. E de certeza que vai ser cojonuda. 7. Olá Carlos. lei ontem tua crítica à Todd Solddonz (ou como se escreva) Provavelmente esteja de acordo, contudo não salva nada de Happiness ou Storytelling? Happiness me impressionou favoravelmente. Eu acreditava que essa desespero e vilania eram verdadeiras.

Em todos os seus videos posteriores, verificou-se que era só a pose de um profissional de a a cama era curta, de um tipo tão violento como vago. Seu último vídeo é moralmente repugnante, no entanto o pior é que é uma memez. 8. Neste verão, encontrei Raymond Chandler (mais vale tarde do que nunca) a partir de “O enorme adeus”. Você não localiza que Robert Duvall há apenas alguns anos, teria sido um Phillip Marlowe cojonudo?

Como lhe invejo ao achar na primeira vez a esse escritor belo. Eu li aos 15 anos e me apaixonei por um tipo bonito. Robert Duvall podes tornar credível o personagem que vai receber. Mas Bogart e Robert Mitchun tocaram maravilhosamente a Philiph Marlowe. Também o fez Elliot Gould, em “O alongado adeus”, Mas é melhor esquecer a idiota profanação de Chandler, que dirigiu Robert Altman.

9. A Mostra é o festival mais deslumbrante do mundo? Não. Mas, porventura, se é onde se vêem as mulheres mais bonitas e sem pinta de ser profissionais. Em Cannes, não obstante, oferece a sensação de que metade dessas belezas estão em venda, contudo apenas ao alcance dos príncipes árabes.

admin

admin

Deixe um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou da nossa Revista

Mais de 200.000 acessos mensais aqui

Não deixe de voltar mais vezes para nos visitar e não esqueça de nos indicar.

Esperamos sua volta.

Rolar para cima