Guia Prático Para Cuidar De Um Gato Sênior

Com a idade, os gatos desenvolvem outras necessidades. Saber cuidar de um gato sênior, ou mais velha, poderá alargarle a existência. Deste modo esse postagem é tão sensacional. A partir de que idade um gato é considerado sênior? Um gato é considerado sênior a partir dos oito anos. Mas, isto não isto é que, com essa idade, seja mais velha. Simplesmente, devemos ter presente que, a partir deste instante, tem que-se dar início alguns cuidados especiais que possam retardar o envelhecimento ou minorar suas conseqüências.

Os gatos costumam viver em torno de uns 12 a 18 anos, e cada ser tem um desenvolvimento diferenciado. Neste fundamento, não é possível estabelecer exatamente a idade em que um gato se torna mais velha. Dependerá das situações concretas de cada felino. Em medicina veterinária, não obstante, fala-se de “gatos geriatricos” a partir dos 14 anos.

Como ocorre com as pessoas, os gatos assim como percebem a passagem do tempo e o seu organismo se ressente. No entanto, algumas vezes não é simples doar conta de alguns dos principais sinais de envelhecimento em nosso gato, visto que não os expressa da mesma forma que os humanos.

Comportamento agressivo no momento em que, tendo como exemplo, se quer acariciar ou manipular o gato: isso pode talvez ser devido à presença de agonia artrosico ou de outra tipologia. E também todos esses sinais, existem uma série de doenças associadas à velhice em gatos, sobre isto as quais contamos mais dados neste artigo, que comenta sobre os sinais de envelhecimento em gatos sênior ou avós felinos. Os gatos idosos precisam de cuidados diferentes dos que são requeridos no decorrer da sua juventude. Seu grau de energia é mais nanico e o desgaste dos seus ossos, articulações e, em geral, de todo o teu corpo humano, é maior.

Os gatos sênior necessitam de uma alimentação com níveis reduzidos de fósforo que ajudam a impossibilitar problemas renais, uma das doenças mais comuns durante esta etapa da vida. Além do mais, é considerável que a dieta incorpore glucosamina e condroitina pra cuidar as articulações, e também ácidos graxos respeitáveis, como ômega-3 e Ômega-seis pra cooperar o ótimo estado do cabelo e da pele do felino.

Por outro lado, é primordial escolher um que acho insuficiente calorico porque os gatos viejitos não queimam tanta energia como em sua juventude, de modo que é possível que engorden mais do que o aconselhado, se tua dieta é muito calórica. Neste outro artigo explica os perigos do exagero de peso e a obesidade.

Para se alimentar corretamente com um gato sénior há que ter presente que a primeira coisa é escolher um alimento especialmente formulado para responder as necessidades dos gatos mais velhos. Para preservar com o foco as articulações, e também pra preservar o peso, recomenda-se que o gato sênior pratique exercício físico moderado, entretanto frequente.

  • Se recusa a se mover
  • Regiões temperadas ou tropicais
  • o Seu gato vai se constatar bem mais acompanhado
  • 2 Sobrepeso e obesidade

Isto podes ser, simplesmente, dedicandole um tempo diário pro nosso gato pra jogar e fazer com que ele se mova perseguindo e caznado presas de borracha, caneta, etc., Os gatos sênior, muitas vezes, sofrem com problemas artrosicos. Em vista disso é aconselhável acertar certos aspectos do lugar e ajudá-los, portanto, a lidar com esse defeito.

Uma das primeiras coisas que se precisa ter em conta é fornecer uma caixa de areia que não tenha bordas altas demasiado. Assim sendo, o gato não terá de oferecer um salto de cada vez que quiser fazer as tuas necessidades. Por outro lado, é importante pôr a comida e a água do gato sênior em um recinto de acessível acesso.

admin

admin

Deixe um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou da nossa Revista

Mais de 200.000 acessos mensais aqui

Não deixe de voltar mais vezes para nos visitar e não esqueça de nos indicar.

Esperamos sua volta.

Rolar para cima