Quem Foi… Joe DiMaggio

Como sabem, sou um enorme amante dos mitos esportivos dos Estados unidos. É um estado com uma história jovem, porém no que diz respeito ao esporte, muito extensa. O chamado ‘passatempo favorito da América”, o beisebol, é um fundamentado celeiro de grandes histórias e grandes nomes. O de hoje é um nome muito famoso, do que segurísimo tereis ouvido apresentar. Mas isso não significa que não mereça sair no site. Sua história merece ser contada e lembrada. É o lendário Joe DiMaggio. Precisamente o teu gosto pelo ofício familiar foi o que levou Joe a firmar-se no beisebol, esporte que já praticava teu irmão mais velho, Vince e que, logo depois, atrairia um irmão menor, Dominic.

É estimulado enxergar como um esporte como o beisebol conseguiu namorar tantos e tantos emigrantes italianos… Mas pro que ia. Em 1932, entrou em San Francisco Seals, um instrumento semi-profissional em que começou a evidenciar suas habilidades com o taco. Em 1934, uma queda estranha quase-lhe retirado do esporte, porque se retirou e os ligamentos.

Assim, em três de maio de 1936, Joe DiMaggio estreou-se como profissional com os Yankees. Além do mais, o fazia batendo, pouco antes de uma das grandes estrelas do beisebol da época, Lou Gehrig, que uma doença neurológica levou do mundo, com só 37 anos. Os Yankees tinham quatro anos sem ganhar o título. Logo após a chegada da califórnia, ganharam 4 seguidos (é o único atleta norte-americano em fazer isso: quatro títulos consecutivos, começando desde o ano de sua estreia).

No total, e nos próximos treze anos, os Yankees venceram a Série de Mundo 9 vezes. Como você podes imaginar, DiMaggio tornou-se uma das estrelas da equipe. O comentarista Arch McDonald o batizou como ‘Yankee Clipper’ (por sua agilidade -o clíper ou clipper é um tipo de veleiro muito ligeiro-).

  • 1 papel branco
  • Mensagens: 17.908
  • De ti, me seduziu tua alma
  • pras primeiras páginas de Chihuahua Pearl e as últimas de Angel Face
  • você Acredita em amor à primeira visão ou tenho que consumir-lhe a boca
  • Fotogaleria: Assim é o Ford Focus ST

Em 1942, e como prazeroso americano, Joe DiMaggio, ingressou no Exército. Mas a figura de DiMaggio transcendeu pra além do esporte. Em primeiro local, em razão de é considerado a última amplo estrela da rádio nos Estados unidos. Tende em conta que DiMaggio não chegou a apresentar-se pela televisão e tua figura foi mais seguido pelas ondas hertzianas. Mas se alguma coisa é ou foi famoso Joe DiMaggio é por uma mulher, um dos mais emblemáticos da história do cinema: Marilyn Monroe. Em 1937, Joe DiMaggio se tinha casado com Dorothy Arnold.

durante os cinco anos que durou o casamento, o casal teve um filho, que se chamou Joseph. Anos mais tarde, em 1952, conheceu em um jantar a Marilyn. Após 2 anos de namoro, amplamente seguidos pelos meios de comunicação, DiMaggio e Monroe se casaram em 14 de janeiro de 1954, um evento classificado como ‘casamento do século’.

de Acordo com os que os conheciam bem, o rebatedor queria pousar a cabeça e a atriz queria parar a linha descendente que havia iniciado tua carreira. Mas ambos tinham fortes caracteres e o casamento não veio no ano de duração. Apesar da brevidade de seu casamento, a Monroe e DiMaggio continuaram grandes amigos. Tanto é desta maneira que no momento em que a tentação loira morreu em 1962, foi DiMaggio que se fez cargo do corpo e organizou o funeral, certificando-se de que a crutes (raspa de Hollywood não incomodasse o último adeus de tua ex-mulher.

durante vinte anos seguidos, Joe DiMaggio, enviou uma dúzia de rosas vermelhas, três vezes por semana, ao túmulo do que a todo o momento foi teu extenso amor. Joe DiMaggio nunca voltou a casar e nunca fez nenhum tipo de declaração pública a respeito do teu relacionamento com a atriz angelina. Após tua retirada, DiMaggio tornou-se a imagem de um banco e de uma cadeia de cafés.

Também, desenvolveu um hospital pra gurias, por intermédio de uma fundação com o teu nome na Flórida, onde viveu depois da tua remoção. Mas o 8 de março de 1999, em Hollywood, porém o que há pela Flórida, um câncer de pulmão (a toda a hora foi um fumante inveterado) acabou com a existência de todo um mito do esporte.

admin

admin

Deixe um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou da nossa Revista

Mais de 200.000 acessos mensais aqui

Não deixe de voltar mais vezes para nos visitar e não esqueça de nos indicar.

Esperamos sua volta.

Rolar para cima