Temos Uma Relação Sentimental Com Nossos Cães E Gatos

Há um ano imediatamente vos falei por aqui da observação que a Fundação Affinity a respeito da nossa ligação com os nossos animais de companhia, sobre a forma em que nos ajudam a superar momentos complicados e visitar menos ao médico. Quase a metade dos espanhóis, 43%, convivem com um animal. Mais ou menos como no resto da Europa.

Tem, então, todo o sentido indagar em nossa ligação com eles. Justo hoje apresentam seu segundo análise sobre a ligação que temos com nossos cães e gatos. Para produzi-lo foram coletados detalhes de mais de 6.000 pessoas representativas. 76% dos entrevistados garante que gosta dos animais de companhia e 74% mantém que o episódio de conviver com um lhe há -ou seria – mais feliz.

Os que não convivem com uma referem como principais motivos pra falta de tempo ou espaço. Greta é uma cachorrona e está em uma gaiola, sem perceber o que aconteceu. A análise revela apesar de que 40% dos que nunca tiveram cão teriam se tivessem mais espaço em residência e tempo. Contudo, Isabel Buil, diretora da Fundação Affinity, garante que “ter um cão não significa ter um vasto espaço.

  • Penso Fish4Dogs
  • Um poste para arranhar
  • 17:49SeriesEl Mic i els seus amics – O Mic i els seus amics
  • Devon (Cory Danziger)
  • Papillion. cabelo excessivo e cérebros intensos
  • Bem, é que ultimamente não vamos muito bem. Nós brigamos muito, ele quer sair com seus amigos
  • Ferramenta para soltar mechas (pra gatos de pêlo alongado)

O mais considerável é a companhia de outros cães ou bem das pessoas”. No caso do gato, surpreende o fato de que 15% das pessoas que invoquem que o fundamento principal para não tê-lo é bem como a inexistência de espaço e de tempo. “Precisamente ter um gato não necessita de um investimento de tempo e muito menos espaço”, argumenta Isabel Buil, em resposta às preocupações de muitas pessoas que vêem estes fatores como um freio. Apesar das atuais dificuldades, destaca-se o acontecimento de que os motivos econômicos situam-se em último território como razões para não ter um animal de companhia.

o que É mais, 84% dos entrevistados nega que ter um animal de estimação signifique perder dinheiro. Não convidaria de todas as formas, a ter cão ou gato a uma pessoa que diz não ter espaço nem ao menos tempo. Provavelmente que não sejam tenha muita vontade. Um animal é uma amplo responsabilidade e é preferível que se inclua na família só se tem muito claro. E me chama a atenção que não se preocupem os custos.

Talvez aí existe um ponto essencial de desconhecimento. Um cão ou um gato tem um gasto em alimentação, cuidados de saúde, veterinário, cangurus ou residências em férias… que hayque valorizar e não tem visto que ser baixo. E pode ser que sim que possa ser menor e acessível, mas que tenha dificuldades de saúde que representem um valor essencial (mais já que subiu o IVA veterinário pra 21%), que precisa estar disposto a desafiar.

Há muitos abandonos por não cobiçar pagar a conta do veterinário ou da residência canina se temporariamente, não queremos ser responsável por dificuldades de saúde, transformações, modificações de trabalho ou pessoais, não só férias. Há novas conclusões do estudo da Fundação Affinity significativas, todavia que não surpreender a cada um que tenha um animal da família ou que o tenha tido. 71% dos entrevistados reconhece que se comunica com o teu animal de estimação ou que o faria no caso de ter uma e que sabe o que ela quer conduzir.

admin

admin

Deixe um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou da nossa Revista

Mais de 200.000 acessos mensais aqui

Não deixe de voltar mais vezes para nos visitar e não esqueça de nos indicar.

Esperamos sua volta.

Rolar para cima