Um Gênio Entre Deus, A Rumba E A Família

Dos Currais De Mataró os cenários internacionais, a vida de Peret foi de lenda. Contava que, certa noite, Alain Delon lhe tinha deslizado em um bolso da jaqueta um cartão com o número de seu quarto de hotel e um telefone. E que, ao cabo de um tempo, tua mulher, Nathalie, havia feito o mesmo. “De certeza que jogar as cartas não queriam”, se tronchaba o destinatário das cartas. Tão grande como a tua lenda, a existência de Pere Pubill Calaf, Peret, foi uma existência de filme.

A de um gitanito nascido em Currais de Mataró, onde “só havia ratos e fome” e que chegou a dominar o universo com uma guitarra, dois palmeros e toneladas de arte caló. “A rumba era a tua vida. Quando acabou a luta e teu pai -a quem anos mais tarde inmortalizaría na canção mig amic – retornou da frente, a família se mudou para a estrada Salvadors, no Raval de barcelona. Como em todas as famílias ciganas, a música a toda a hora fez divisão de sua vida. Aos 12 anos formou a dupla Irmãos Montenegro, que se levantaram como ganhadores de um festival infantil, efetivado no Teatro Tivoli, coincidindo com a visita de Eva Perón pra cidade.

  • Frankie Thompson (William Evesteer)
  • 2004: Camilo Sesto Nº 1
  • 2 Frases indiretas de sedução para Provócale um sorriso
  • o Seu Encanto em meu
  • O Papai Upa Ela (Franco Argüelles)
  • Preciso que me devolva as minhas palavras, por causa de eu você tirou o dia que te conheci
  • Estreia Portugal: 21 de outubro de 2009 (DVD)
  • Claude Laydu como pároco de Ambricourt

Julio Iglesias citou-lhe que ficasse em Miami, que lá poderia fazer uma riqueza. Mas ele era um homem de família, e preferiu seguir colado às tuas origens. Até que um dia, viu a “claridade”. E mudou os cenários por uma igreja evangélica. Foi uma etapa de retiro voluntário que, com o tempo e “a dedicação dos motoristas de táxi”, de acordo com sua filha Rosita, voltou para escoltar rumbeando até o último dia de sua existência.

11. Como foi a experiência de filmar pela Argentina? como é que está lá a gente? E quanto custam as coisas. O norte da Argentina me apaixonei. Estávamos rodando pela Argentina e, mais tarde, em Bariloche, no sul. Então, além do mais, ‘Morrer’ nos presenteou com um par de semanas, em Buenos Aires.

O norte da Argentina é totalmente diferente com a imagem que temos por esse nação a começar por aqui. E realmente é mágico. E desprovido. Com uma pessoas conversador e digna. Compartilhar uns mates com eles se ensina mais do que qualquer tipo de filosofia. E por apresentar em pessoas, em Buenos Aires, eu te direi que é uma cidade diferenciado, se vê de dia ou de noite, no momento em que aparecem montanhas de sacos de lixo e pessoas buscando nelas.

Ainda dessa maneira, tenho notado expectativa e muita vontade de revelar histórias. O que vejo lá a toda a hora me interessa, videos, mesmo que não sejam redondos estão vivas. As coisas para que se faça uma idéia, um euro são três com 40 pesos, mais um menos. Para nós está muito barato. Tenho diversos amigos atores e atrizes argentinos e claro que estive com eles.

12. No ano de 2003, vimos o coletivo de atores comprometidos com a circunstância política. Não obstante, desde a modificação de governo o tratado desapareceu. Você encontra que não? Eu nunca esqueço desses temas. 13. quando vi “Passos” em Malaga pessoas aplaudio e aplaudio, porque foi incrível, visto que os críticos e jurados vivem tão longe da realidade?

Ai coração, como dizemos pela minha terra. É o que necessitamos perguntar aos críticos. A crítica é subjetiva, não há dúvida, e ótimo, há que respeitá-los. Sempre que não cheguem ao insulto, claro. O crítico que insulta simplesmente não é crítico. 14. Ana, olá, eu li que você está trabalhando em um video, ‘Sem você’, em que você interpreta uma mulher que é cega.

o que trouxe por ti este papel? Você mudou a tua visão sobre os deficientes? Gratidão por essas neste local. Sem ti’ neste instante finalizou. E Lúcia, aquela mulher que interpreté, realmente ficou muito tempo. Já recuperei bastante. Ha, ha. Nunca mais irei espiar para um cego da mesma forma que fazia antes. E olhar a partir nesse video está rico em admiração e de respeito, e nunca mais de pena. Seria muito longo, tudo o que poderia relatar-te.

admin

admin

Deixe um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou da nossa Revista

Mais de 200.000 acessos mensais aqui

Não deixe de voltar mais vezes para nos visitar e não esqueça de nos indicar.

Esperamos sua volta.

Rolar para cima